domingo, 31 de maio de 2015

Minha Tábua da Salvação...




Fui casada durante 18 anos.
Foram dezoito anos de frustrações, sonhos podados e desatinos.
Mais duro do que não estar preparada para uma relação á dois, foi ter encontrado um parceiro que também não estava preparado.
Como todas as mulheres, eu também tinha o sonho de casar e constituir família.
Fizemos tudo errado...
Não tínhamos condições nenhuma pra casar.
Não tínhamos casa, não tínhamos dinheiro e principalmente não tínhamos amor.
Descobrimos isso á duras penas, após muitas discussões e ofensas.
Cada mínima coisa, se agigantava, ganhando proporções de guerra civil.
Conseguimos viver assim por dezoito anos.
Cada dia vivido dessa relação, parecia um fardo.
Não tinha um dia destes dezoito anos, no qual eu não pensava: Não, amanhã eu me separo...
Porém os dias, as semanas, meses e anos se passavam e eu usava a desculpa de que precisava com que meus filhos crescessem para tomar essa decisão.
Colocando sobre meus filhos, a culpa de minhas escolhas erradas.
O momento "divisor de águas" de minha vida, deu-se quando completei quarenta anos.
Passei o dia todo pensando qual presente ganharia de meu ex, naquele dia super especial pra mim:meus 40 anos!
Contei as horas, arrumei-me, coloquei vestidinho, preparei algo especial para o jantar, e aguardei a chegada do dito cujo.
Quando ouvi o barulho do carro, a batida da porta, meu coração até fez tum-tum-tum, como um último suspiro, um resquício do sentimento, mofado pelo tempo.
Quando ele abriu a porta de casa, entrou com algo escondido nas mãos, fiquei ainda mais empolgada.
Durou uns 30 segundos essa esperança.
Quando finalmente ele trouxe à frente, o que carregava nas mãos, eu pedia paciência à Deus, para que eu não cometesse um homicídio triplamente qualificado.
Ele entregou-me o presente.
Uma Tábua de Passar roupas. 
Isso mesmo!
Não, eu não tomei vinho!
Ele realmente deu-me de presente em meus 40 anos, uma Tábua de Passar.
Naquele momento, um misto de dor, decepção, raiva e outros sentimentos indecifráveis se apossaram de mim.
E um destes sentimentos sobressaiu-se.
O sentimento de mudança!
Agarrei-me com toda firmeza e dignidade naquela Tábua de Passar e nunca mais separei-me dela.
Separei-me do meu marido!
No dia seguinte mesmo!
Entramos em acordo e com o pedido de divórcio.
As coisas não foram fáceis no início.
Mas fui atrás de todos os meus sonhos adormecidos.
Tirei habilitação, fiz faculdade e comecei a trilhar meu caminho, que me trouxe onde estou hoje.
Realizada profissionalmente, sendo valorizada como profissional.
Meus filhos criados, ambos cursando faculdade, Veterinária e Educação Física.
Minha vida está linda e cor de rosa?
Não!
Mas está digna!
Minha Tábua de Passar virou Tábua de Salvação.
Me acompanha por tudo.
Já me desfiz de muitas coisas, mas a Tábua de Passar sempre estará comigo.
Para lembrar-me que tudo depende somente de meus esforços.
Que não podemos depositar nossos sonhos e nossa felicidade nas mãos de ninguém.
Que tudo na vida tem uma saída.
Talvez um dia eu me desfaça da Tábua de Passar.
Talvez quando eu encontrar alguém especial.
Não.
Eu não espero encontrar um Príncipe Encantado, belo e cheio de riquezas.
Quero apenas um homem que saiba assimilar o sentimento e a doçura feminina.
Sem podar seus sonhos, sem cortar suas esperanças, sem silenciar sua alma.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sexo é bom....Sexo com amor ,melhor ainda .....

Blog em construção......

Páginas

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Estudante de Letras, engatinhando no universo literário ....